Saúde Financeira

Para se manter saudável não basta apenas cuidar da saúde física, mental e espiritual, temos que dar atenção às nossas finanças pessoais com o intuito de manter a nossa saúde financeira, pois é através desta que damos sustentabilidade às demais.

Uma pesquisa publicada pela Fundação Getulio Vargas (FGV) revela que um em cada quatro universitários adota comportamento de risco com o uso do cartão de crédito: atrasam o pagamento, não pagam o total da fatura e têm débitos acima ou igual a R$ 1.000,00. O resultado disso é o aumento da inadimplência, contas no vermelho e sonhos frustrados.

Boa parte da população não tem o hábito de poupar e economizar, não sabe juntar dinheiro e muitas vezes têm gastos desnecessários ou gastos que poderiam esperar, em resumo, acabam não sabendo administrar corretamente seu dinheiro.

O fim do ano está chegando, junto com ele chegam as comemorações de Natal e Ano Novo, onde a maioria das pessoas acaba extrapolando nas compras e se esquece das contas a serem pagas no início do ano, como o IPVA, o IPTU e a renovação de seguro. Para não ser pego de surpresa, é muito importante ter um ótimo controle e uma boa saúde financeira pessoal, abaixo segue 5 dicas básicas que podem ajudar você a se organizar com as suas contas:

1 - Gaste menos do que você ganha. Coloque em um papel tudo o que você ganha e gasta mensalmente, ao final do mês saberá onde o seu salário foi parar e saberá se sobrou ou faltou dinheiro.

2 - Compre sempre à vista. Quando você compra à vista, é sempre possível conseguir melhores descontos, sem contar que ao parcelar, você acaba pagando juros altíssimos que muitas vezes duplicam o valor do produto.

3 - Tenha no mínimo três sonhos (curto, médio e longo prazos). Ter metas e objetivos é essencial e os sonhos são muito importantes, pois lhe dão motivação para trabalhar.

4 - Diminua gastos desnecessários. Diminua os gastos com supérfluos e aprenda a poupar o seu dinheiro, defina metas e um valor que você pretende poupar todo mês.

5 – Mantenha reservas para situações emergenciais. Mantenha sempre uma reserva destinada às situações de emergência, como perda de emprego, despesas com saúde, ou qualquer outra emergência que necessite de liquidez imediata.

Coloque estas dicas em prática e após um ano sendo disciplinado (a) você se sentirá mais saudável financeiramente e de bem com o seu bolso.

Joceane Lenhart

« voltar Recomendar/Indicar este conteúdo